Encontro dos(as) atingidos(as) pela mineração em Canaã dos Carajás

Durante o dia 11 de Setembro de 2010, na Câmara Municipal do município de Canaã dos Carajás, sudeste do Estado Pará, foi realizado o primeiro encontro dos atingidos pela mineração para discutir as conseqüência causadas às populações, principalmente pelo projeto Sossêgo, da empresa Vale. Mas tratou-se também dos projetos Serra Sul e Cristalino.

O projeto Sossêgo teve início o processo de lavra no ano de 2004, mas os impactos negativos para a população, como relataram muitos(as) dos(as) atingidos(as), iniciaram desde o momento da implantação das infra-estruturas necessárias para o funcionamento do empreendimento, que se deu no ano de 2000.

Participaram do evento:

Calcula-se que 130 pessoas estiveram no encontro, sendo que na lista de presença consta 105 assinaturas.

Entidades: Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Canaã dos Carajás; Associações de Moradores da vila Planalto, da vila Bom Jesus e da vila Racha Placa; Associação Cultural e de Comunicação de Canaã; Associação de Pescadores de Parauapebas e Região; Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural – EMATER;Forum de Lutas Contra as Mazelas da Mineração em Ourilândia; Centro de Educação, Pesquisa e Assessoria Sindical e Popular – CEPASP; Comissão Pastoral da Terra – CPT; Movimentos dos Trabalhadores rurais Sem terra – MST; Pastoral da Juventude; Movimento Debate e Ação;

Representantes das áreas atingidas: VS-45, VS-40, VP-12, vila Serra Dourada, vila Bom Jesus, vila Planalto, Peleja, Racha Placa, PA Maria de Lourdes.

Representantes da igreja Católica, Vereadores.

Raimundo Gomes, do CEPASP; José Batista da CPT; e Charles Trocate, do MST; fizeram parte de uma mesa que tratou da conjuntura da atividade minerária na região e no Estado do Pará. Trataram do modelo capitalista e imperialista na região, da forma como as empresas desrespeitam as populações, do não reconhecimento pelas empresas dos prejuízos causados às populações, da relação do Estado com as empresas, das ações de lutas que as populações vem desencadeando para enfrentar as empresas, das representações junto ao Ministério Público Federal, do avanço de algumas negociações, da necessidade de organização das populações, e de perspectivas para o avanço das lutas.

No momento da falação das pessoas da plenária, foram feitos depoimentos e contestações por dezenove pessoas das várias localidades e da cidade, enfatizando: o descaso da empresa para com as populações; as contradições entre a riqueza apropriada pela Vale e a destruição do município, com a queda da produção agrícola e pecuária, com a geração de muitos pobres no campo e na cidade; do isolamento das famílias de agricultores que não quiseram vender suas terras para a Vale, e pelo desvio de várias estradas; a precária situação das vilas, sem saneamento básico, sem água; A destruição e perda dos valores históricos e culturais das comunidades construídos durante mais de vinte anos que antecederam a chegada da Vale no município; a morte de animais que vem acontecendo desde 2006; a forma truculenta como agem os “guardas florestais” a serviço da Vale junto com IBAMA e a policia; a interrupção do projeto Luz Para Todos próximo das áreas compradas pela Vale, deixando muitas famílias desassistidas; a ausência do poder judiciário na defesa das causas das populações; a conivência do Estado e do poder público municipal com o desmando da Vale; a poluição do ar e das águas subterrâneas; a necessidade de constituição de um movimento forte e organizado para enfrentar a Vale.

Encaminhamentos;

  1. Continuação do estudo que vem sendo feito pelo CEPASP, com a CPT e o Movimento Debate e Ação;
  2. Participação nos eventos regionais e repetir eventos no município;
  3. Elaborar um documento para encaminhar aos órgãos públicos;
  4. Organizar uma ação de luta para fazer a vale reconhecer os prejuízos causados à população.

Canaã dos Carajás, 14 de setembro de 2010.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s