Vale projeta investimento de mais de US$ 26 bilhões em dois anos

Fonte: Valor Online
18 de outubro de 2010

SÃO PAULO – Nos próximos dois anos, a Vale investirá entre US$ 26 bilhões e US$ 28 bilhões para finalizar seus projetos de expansão. A previsão foi anunciada nesta segunda-feira pelo presidente da empresa, Roger Agnelli, durante o 8º Vale Day, na Bolsa de valores de Nova York, nos Estados Unidos.

– Queremos terminar os projetos e dobrar numero de novos projetos. Fertilizantes e cobre são prioridades – comentou Agnelli durante a apresentação, que marca dez anos da oferta de ações da Vale no mercado americano.

Segundo o executivo, o plano de investimentos da empresa será detalhado nas próximas duas semanas, mas a companhia iniciou sete projetos este ano e possui mais seis engatilhados para 2011.

Agnelli evita comentar saída da Vale após sucessão presidencial

Roger Agnelli evitou comentar rumores sobre uma possível saída do comando da empresa, após a sucessão presidencial ou a respeito de divergências com a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff.

– (Eu e Dilma) temos um relacionamento muito bom. Temos o mesmo objetivo, que é o crescimento da companhia e lucratividade. A empresa não é uma companhia política, suportamos a inovação, tecnologia (…). O que temos de fazer é continuar trabalhando – complementou.

Questionado mais de uma vez pela imprensa sobre o tema, Agnelli afirmou que uma mudança poderia ser “natural”.

– Se os acionistas quiserem mudar, é o trabalho deles tomar esta decisão. Faz parte da democracia e é um ótimo exercício – respondeu.
Vale produz 82,6 mi de toneladas de minério de ferro no 3º trimestre

A produção de minério de ferro da Vale alcançou 82,6 milhões de toneladas métricas no terceiro trimestre do ano, melhor resultado desde o terceiro trimestre de 2008, quando a companhia marcou o recorde de 85,8 milhões de toneladas métricas produzidas. De acordo com relatório divulgado nesta segunda-feira pela mineradora, nos primeiros noves meses do ano, a Vale acumula produção de 227,5 milhões de toneladas métricas do produto, o que representa um crescimento de 30,4% ante o mesmo intervalo do ano passado.

A Vale atribui seu desempenho operacional ao aumento contínuo da produção da maioria de seus produtos e dos recordes na produção de pelotas, de 13,6 milhões de toneladas entre julho e setembro. No acumulado do ano até setembro, são 36,8 milhões de toneladas de pelotas. Isso corresponde a uma alta de 143,5% sobre o mesmo período de 2009.

No trimestre, as produções de carvão e bauxita também foram recordes, atingindo 1,9 milhão de toneladas métricas e 3,8 milhões de toneladas métricas, respectivamente.

De acordo com a companhia, a crescente demanda global por minerais, metais e fertilizantes é outro fator que está contribuindo para fortalecer seu desempenho financeiro. Nos primeiros sete meses do ano, a Vale entregou três projetos (Carajás Adicional 20Mtpa, Bayóvar e TK CSA) e outros três devem ser concluídos entre outubro e dezembro: Onça Puma, Três Valles e Omã. A previsão é de que as operações canadenses de níquel alcancem plena capacidade neste mês.

A Vale também destacou o desempenho do setor de fertilizantes. Em operação desde julho, a mina de rocha fosfática Bayóvar, localizada no Peru, produziu 209 mil toneladas no trimestre terminado em setembro.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s