“floresta de nuvens”

[vôo marabá-brasília-campo grande]

[…] é preciso se lançar ao céu,
navegar não é preciso…

‘tempo incoberto de possibilidades nebulosas’

de todas as [im]precisões,
a cerca de tudo que nos cerca…

há dúvidas do que nos privam?

no chão árido sob tempestades de sol
figura a terra in solidão.

trágica orfandade de árvores
sórdido deserto de homens
mórbido já havido de sonhos
sádicas alegrias banais.

a sequidão à garganta
olhos
u
m decidos
i

…é outubro,
será que vai chover
ou tudo é só floresta de nuvens?

…um suspiro profundo pra encharcar o peito de coragem.

…ainda não há nada que o ar não desmanche.
…[volver aos 17!]

…uma canção histórica que inunde a alma de paixão!

…um desejo humano que nos transborde a vida de tesão!

…todas as lutas que nos unam
e já não estamos sóis
‘semos’ raios e trovões!!!

Haverá o dia de uma Primavera Amazônida!!!

[aos trabalhadoras e trabalhadores em luta em Ourilândia – PA, contra Mineradora Vale, dragão do capital que ocupa Amazônia]

[evandro]
viva la luta!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s