Líder comunitário é assassinado no Pará por denunciar extração ilegal de madeira

Neste sábado foi assassinado o líder comunitário João Chupel Primo, 55 anos, em Miritutuba, município de Itaituba, no Pará. Ele morreu com um tiro na cabeça ao lado da oficina mecânica onde trabalhava. João denunciava a grilagem de terras e extração ilegal de madeira na Reserva Extrativista Riozinho do Anfrísio e na Floresta Nacional Trairão.IHU

Anúncios

Um comentário sobre “Líder comunitário é assassinado no Pará por denunciar extração ilegal de madeira

  1. eu sou jair rodrigus es morador de miritituba e tanbem es fucionario de joao chupel primo,um homen como poucos muito dedicado e muito amigo eu tive o praser de conhecelo e agora tenho o despraser de reseber anoticia de que foi assasinado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s